TRABALHADOR DEFENDE GAY E É ESPANCADO ATÉ A MORTE; CÂMERAS FLAGRARAM O CRIME

Por Redação em 27/12/2016 02:30


São Paulo– O ambulante Luiz Carlos Ruas morreu após ser espancado na noite do último domingo(25) na estação de metrô em São Paulo. Segundo informações, o homem foi morto por ter defendido um morador de rua que seria gay.

De acordo com o Folha de S. Paulo, os agressores teriam ido urinar nas plantas do lado de fora da estação quando o morador de rua reclamou. O ambulante viu a situação e tentou defendê-lo, porém os dois não aceitaram e partiram para agressão.

A vítima correu para estação para tentar se proteger, o homem foi agredido com vários golpes. Ele chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Segundo a Polícia Civil, os suspeitos dos crimes foram identificados por um familiar após assistir as imagens captadas pelas câmeras de segurança.  Até o momento, os dois estão foragidos e devem responder por homicídio qualificado.

Os dois agressores identificados são Alípio Rogério Belo dos Santos e Ricardo Nascimento Martins.

TRABALHADOR DEFENDE GAY E É ESPANCADO ATÉ A MORTE; CÂMERA FLAGROU TUDO

Fonte: FOLHADESP

Comentarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *