Mega-Sena paga prêmio de R$ 97 milhões em sorteio nesta quarta (26/4)

Mega-Sena paga prêmio de R$ 97 milhões em sorteio nesta quarta (26/4)

Quem gosta de fazer uma fezinha não pode perder o sorteio da Mega-Sena, previsto para esta quarta-feira (26/4). O prêmio acumulado é um dos maiores dos últimos anos: R$ 97 milhões.

O sorteio do concurso 1.924 será realizado às 20h (horário de Brasília).  A aposta mínima custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h do dia do concurso, em qualquer uma das mais de 13 mil casas lotéricas do país.

Se o dinheiro ficar depositado na poupança, renderá ao ganhador mais de R$ 587 mil por mês, o equivalente a R$ 19 mil por dia. O valor também é suficiente para adquirir 160 imóveis de R$ 500 mil.

Sortudos

A sorte costuma beneficiar os brasilienses. Em setembro do ano passado, um morador da capital levou uma bolada de R$ 9,5 milhões. Há menos de dois anos, uma aposta do DF levou R$ 205 milhões. Em outubro de 2015, outra pessoa do DF que fez a aposta numa lotérica da 302 Sul ganhou o prêmio de R$ 47,6 milhões.

Na virada de 2014 para 2015, um jogo da Loteria União, de Brazlândia, foi premiado. Um apostador que registrou o jogo no local dividiu com mais três pessoas R$ 263 milhões. Cada um recebeu R$ 65 milhões.

Em 2012, a lotérica Corujinha, do Lago Sul, registrou a aposta vencedora de R$ 14 milhões. O prêmio foi dividido com um apostador de São Paulo. Em 2010, duas pessoas ficaram milionárias: uma ganhou R$ 72 milhões e a outra, R$ 18 milhões. Em janeiro do mesmo ano, R$ 14 milhões foram entregues a outro brasiliense.

Confira dicas para apostar:

– Os números com final 9 ou 0 saem pouco, por isso, é bom evitar escolher vários números com essa sequência

– As dezenas 1, 2, 3, 11, 22, 44, 55, 48 e 57 saem pouco.

– Não jogue em números seguidos

– Não jogue em números que estejam na mesma linha vertical

– Jogue sempre na mesma quantidade de dezenas pares e ímpares. Na Mega-Sena, 81% dos sorteios têm o seguinte esquema: 3 números pares e 3 ímpares ou 4 pares e 2 ímpares, ou vice-versa.

Fonte : Metrópoles

Comentarios