Cerca de 390 mil animais têm vacina contra a aftosa comprovada em Espigão

Prazo de vacinação contra aftosa se encerrou na última segunda-feira (15). Até o início da tarde de segunda, 77% dos produtores já haviam feito a declaração.

Por Redação em 16/05/2017 15:55


O prazo para vacinação contra a febre aftosa encerrou em todo o estado, na última segunda-feira (15). Dados da Agência Agrosilvopastoril de Rondônia (Idaron) informam que até às 13h30, 77% dos produtores de Espigão D’Oeste (RO), a 539 quilômetros de Porto Velho, já haviam feito a declaração da vacina de aproximadamente 390 mil animais. A data limite para comprovar o procedimento é dia 22 de maio.

De acordo com o veterinário da Idaron do município, Robson Reverdito, a declaração é muito importante, pois, a febre aftosa é uma doença altamente contagiosa que compromete a produção pecuária.

Segundo o veterinário, estão sendo feitas 220 declarações por dia. “Aproximadamente 390 mil animais já foram vacinados, faltando apenas 672 produtores para realizarem a declaração. Estamos muito satisfeitos com o empenho dos produtores em declararem a vacinação”, afirma.

Conforme o órgão, o último caso registrado de febre aftosa no estado foi em 1999, mas é importante que os produtores continuem vacinando o rebanho.

“Devem ser vacinados todos os bovinos e bubalinos e depois fazer a declaração das doses aplicadas. Para realizar o procedimento, é preciso levar a nota fiscal de compra da vacina e a relação do rebanho, separado por sexo e faixa etária”, explica o veterinário.

Produtores rurais terão até o dia 22 de maio para declarar vacina. O pecuarista que não declarar ou não vacinar o rebanho será multado no valor de R$ 152,72 por animal não vacinado. Já para quem vacinar e não realizar a declaração da vacina a multa é de R$ 152,72 por propriedade rural.

Por  G1

Comentarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *