Mulher pega carona e é estuprada por mais de 7 horas

A jovem aceitou a carona quando voltava de um aniversário por medo de ser assaltada na rua

Por Redação em 04/08/2017 11:11


Na Zona Sul de São Paulo, uma jovem que voltava para casa após passar um tempo em uma festa de aniversário teve sua integridade física violada.

Segundo a própria vítima, tudo aconteceu depois que o seu bilhete único não passou. Ela então resolveu ir a pé para casa. Numa avenida, percebeu a presença de um carro que se aproximava. Além do motorista, havia mais um homem. A carona foi oferecida. A jovem resolveu aceitar, já que tinha medo de ser assaltada e não desconfiou de nada. Era o início de mais uma madrugada de horror a qual nunca mais iria esquecer. Dentro do veículo, um Fiat Uno de na cor preta, os homens cederam espaço à jovem.

Haviam algumas bugigangas na parte de trás e o motorista explicou à menina que era feirante e que possuía um comércio de venda de pastéis. Como o carro estava cheio, ela foi apertada com os dois homens na parte da frente.

De acordo com a vítima, ele foi super simpático e havia lhe perguntando para onde a jovem estava indo. ”Como eu não desconfiei né?”, disse ela. ”Resolvi pegar a carona dele”, completa. No meio do caminho, a jovem, percebeu que aquele não era definitivamente o seu trajeto.

A vítima relatou que estranhou e perguntou ao motorista, que disse que precisava dar uma passada rápida na casa dele e logo a levaria. O motorista a levou para a casa dele. Dispensou o amigo que os acompanhava, estacionou o veículo na garagem e se dirigiu ao seu quarto, forçou-a a se despir juntamente com ele e cometeu o abuso.

Sendo ameaçada e temendo pela vida, a vítima teve que ceder às vontades de seu algoz. Foram longas horas de estupro: 8 ao total. O estuprador chegou a apertar os braços e o pescoço da vítima que implorava pela vida. Sob fortes dores, ela pediu que o homem a deixasse ir, já que não aguentava mais de dor.

Após passar toda a madrugada obrigando a vítima a ceder aos seus desejos, o estuprador a levou para um posto de combustíveis. Mas antes de libertar a jovem, o homem fez mais uma segunda investida, desta vez pedindo-lhe o número do seu Whatsapp. A garota, já consternada, disse ter passado o número errado. Liberta, pediu ajuda.

A polícia procura imagens das câmeras de segurança da região.

FONTE:Blasting News

Comentarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *