Temer diz que fará ‘todo esforço’ para aprovar Previdência em 2017

“Só se não tivermos votos é que não levaremos ao plenário”, revela o presidente

Por Redação em 02/12/2017 12:42


Com um cenário desfavorável para votar a reforma da Previdência, o presidente Michel Temer afirmou neste sábado (2) que fará “todo esforço” para conseguir pôr a proposta em votação ainda neste ano.

A intenção era que a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) fosse votada na quarta (6), mas agora ele afirma que na quinta (7) ou sexta (8) irá verificar se o governo tem votos suficientes para a aprovação da matéria.

“Nós vamos trabalhar para ter os votos, e até a quinta-feira próxima ou sexta-feira próxima vamos verificar se temos os votos. Acho que nós conseguimos sensibilizar [os deputados]”, afirmou, após entrega de unidades do Minha Casa, Minha Vida em Limeira (a 148 km de São Paulo).

“Eu penso que nós podemos votar neste ano, vamos fazer todo esforço. Só se não tivermos votos é que não levaremos ao plenário.”

Ao lado do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e do ministro Henrique Meirelles (Fazenda), Temer disse que “mesmo reduzida” a reforma economizará R$ 480 bilhões em dez anos.

Ao menos 220 deputados votarão contra a proposta de reforma da Previdência, segundo enquete feita pela Folha de S.Paulo entre os dias 27 de novembro e 1º de dezembro.

O texto, que estabelece idade mínima de 65 anos (homens) e 62 anos (mulheres) para aposentadoria, além de mudar a fórmula de cálculo do benefício, tem apoio total de apenas 46 deputados -o governo precisa de 308, em dois turnos de votação, para que a proposta seja aprovada.

Temer disse que deve passar o domingo reunido com presidentes e lideranças partidárias na tentativa de angariar apoio à reforma, uma das principais bandeiras de sua gestão.

Em Limeira e na cidade vizinha, Americana, Temer entregou quase 1.800 unidades do Minha Casa, Minha Vida. Segundo ele, ainda serão inauguradas 25 mil unidades do até o fim do ano. Com informações da Folhapress.

Por:  Notícias ao Minuto

Comentarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *