CUIABANA É LOCALIZADA NA SÍRIA, MAS POLICIA FEDERAL MANTÊM CASO SOB SIGILO

Por Redação em 04/12/2017 16:00


A Cuiabana Juliana Cruz foi localizada na Síria, para onde viajou, aproveitando as férias, para conhecer um rapaz, com quem fez contato pela internet. Ela estava desaparecida há mais de 2 semanas, desde 14 de novembro.

O rapaz , é de Damasco, capital do país árabe e ostenta armas nas redes sociais. Pelas fotos, aparenta ser de grupos extremistas.

Tanto a Polícia Federal, quanto o Ministério das Relações exteriores, alegando a garantia da integridade física da moça, estão trabalhando em sigilo.

Ao ser questionado sobre a situação da cuiabana, o Ministério emitiu a seguinte nota.

“O Itamaraty, por meio da Embaixada em Damasco, acompanha o caso da brasileira Juliana Cruz. O setor consular do posto mantém contato com a família da nacional e com autoridades locais.

De acordo com a Lei de Acesso à informação e em respeito à privacidade da nacional brasileira, esta assessoria não está autorizada a fornecer informações pessoais sobre o caso.”

A Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) também não está tratando do assunto, a pedido da família que teme pela vida de Juliana.

Juliana Cruz é estudante de Direito e trabalha no setor jurídico da AMM, como auxiliar administrativo. Ela chegou a comentar com colegas de trabalho que ia para a Síria e eles tentaram demovê-la da ideia. Mas não conseguiram.

 

Fonte:Lapada Lapada

Comentarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *