Morre Manoel Félix – o 2º presidente da história da Câmara de Ji-Paraná

Morre Manoel Félix – o 2º presidente da história da Câmara de Ji-Paraná

Roberto Gutierrez – Morre aos 83 anos de idade, em consequência a um câncer, o segundo presidente da história da Câmara dos Vereadores de Ji-Paraná/RO, Manoel Félix do Nascimento. Em 2007 foi diagnosticado com um câncer no intestino. Ele operou fez todo o tratamento e parecia curado. Sete anos mais tarde o câncer voltou agressivo. Sequer químio ou radioterapia eram possíveis fazer. A família conta que os últimos dias de Manoel Félix foram de muito sofrimento. Ele morreu ontem e  o corpo dele foi enterrado na manhã de hoje na cidade de Joinville, em Santa Catarina, onde estava morando desde dezembro de 1998.

Amazonense de Tefé, Manoel foi criado em Manaus, mas foi em Boa Vista, Roraima, que conheceu o amor da vida dele – Janete Silva, com quem completaria nesta terça-feira (12/12), 54 anos de casados. O casal teve seis filhos nove e netos.

Em 1962  Manoel Félix começou a trabalhar na CEM, órgão denominado de Campanha de Erradicação da Malária, que mais tarde passou a se chamar de Sucam.  Foi como funcionário da Sucam, que em 1978 chegou com a família para morar em Ji-Paraná. Em 1982 saiu candidato a vereador e se elegeu para compor a primeira Câmara dos Vereadores. Manoel Félix acabou sucedendo João Garcia, tornando-se o segundo presidente do Legislativo municipal, isso em 1985. Foi na gestão dele que foi inaugurado ao atual Palácio Abel Neves.

Roberto, um dos filhos, conta que o pai era uma pessoa muito boa, não sabia dizer não a um pedido de ajuda dente centenas de pessoas sofridas. “Na cabeça dele, era preciso ajudar e, para ajudar precisa de dinheiro. Foi assim que meu pai se desfez de muitos terrenos que tinha e acabou ficando sem nada’, comentou Roberto.

Com a situação financeira abalada, Manoel aceitou o convite de uma das filhas para morar em Joinville, onde viveu até seus últimos dias.

O prefeito Jesualdo Pires manifestou nas redes sociais que Manoel Felix Nascimento era um pioneiro, homem de bem que muito contribuiu para o desenvolvimento de nossa de Ji-Paraná!  O atual presidente da Câmara Affonso Cândido, que sequer havia nascido quando Manoel fez história no Legislativo ji-paranaense, publicou nota dizendo que Manoel foi um exemplo de pioneiro ji-paranaense e sua atuação em prol dos valores democráticos está registrada nos anais desta Casa de Leis.

 

Roberto Gutierrez.

Por: Folha de Rondônia News

Comentarios