Horas antes de matar irmã, meliante fez postagem no Facebook

Horas antes de matar irmã, meliante fez postagem no Facebook

Na rede social, o açougueiro de 19 anos afirmou que iria “queimar no inferno”; para policiais, o jovem confessou o crime e não mostra arrependimento

Um crime vem chocando a comunidade de Mongaguá, no litoral de São Paulo. O açougueiro Pedro Miranda, de 19 anos, esfaqueou a irmã pelas costas quando ela estava carregando o pai dos dois, que é cadeirante. O suspeito foi preso ainda na última sexta-feira (5) e durante as investigações, os policiais descobriram uma personalidade raivosa. Momentos antes do crime, Pedro utilizou as redes sociais para ameaçar matar fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus, afirmando que iria “queimar no inferno”. Para a polícia, o suspeito confessou o crime, não está mostrando qualquer arrependimento e ainda disse que quem estava com a faca era a irmã, Vitoria Miranda Costa, de 22 anos.

Na rede social, Pedro escreveu que iria matar todos fiéis da Igreja Universal, inclusive o pastor Valdomiro. Na mesma postagem, o suspeito escreveu que o grupo era um “bando de lixo filho da p***”. O delegado Ruy Mattos, responsável pelo caso, comentou que o criminoso estava embriagado quando fez a publicação e também quando assassinou a própria irmã, que teve ainda o rosto desconfigurado.

Em depoimento, o jovem confessou o crime, mas disse que quem estava com a faca era a vítima. A versão contradiz o que foi revelado pelo pai, que presenciou todo o assassinato e nada pôde fazer. Ainda conforme Mattos, o assassino não está mostrando arrependimento. O que choca é que Pedro estaria sentindo-se um “ídolo ou ícone”, de acordo com as palavras da autoridade responsável pela investigação.

O suspeito foi identificado por policiais da cidade de Itariri, na região do Vale do Ribeira. Lá, o jovem foi visitar a ex-namorada. Para ele, o término do relacionamento era culpa da sua irmã, sendo que testemunhas garantem que a mulher o largou por causa de se perfil. “É um rapaz problemático”, destacou os policiais. Além disso, as autoridades acreditam que o açougueiro já tinha a intenção de assassinar a irmã.

O crime foi cometido ainda na quinta-feira (4), na casa da família, em Mongaguá. Após a irmã informar que o rapaz tinha que se “conformar” pelo final do casamento, Pedro a atacou com uma faca pelas costas. Depois, desconfigurou o rosto da vítima e ainda deu golpes nos braços e nos seios de Vitoria. No momento do primeiro golpe, a jovem estava carregando o pai cadeirante para cama. A vítima faleceu no local.

Fonte  : News365

Comentarios