Buritis: Vídeo de alunos vendendo rifa para “comprar lâmpadas para escola” revolta internautas – VÍDEO

Na tarde dessa terça-feira, dia 3, um vídeo compartilhado por um internauta viralizou nos grupos de whatsapp e gerou revolta nos munícipes de Buritis.

Nossa reportagem teve acesso ao vídeo e aos áudios pelas redes sociais.

O vídeo em questão mostra dois meninos que seriam alunos da Escola Chiquilito Erse, localizada no setor 7, que estariam “vendendo rifas para arrecadar dinheiro para limpeza e trocar as lâmpadas do Colégio Chiquilito Erse”.

No vídeo não fala os nomes dos alunos e o internauta que filmou não mostra o rosto nem diz o próprio nome.

O internauta começa o vídeo dizendo: “Eu to aqui na minha empresa aqui em Buritis e eu presenciei um fato aqui que eu achei uma injustiça. Essas duas crianças aqui ó, elas passaram aqui na minha empresa pedindo, vendendo rifas para arrecadar dinheiro para limpeza e para manutenção, pra trocar as lâmpadas do Colégio Chiquilito Erse”.

O internauta continua: “Com o nosso amigo Irmãozinho né, que é o responsável pela prefeitura, que acho que ele era pra ter vergonha na cara e pegar o dinheiro dos nossos imposto e investir pelo menos nas escolas, porque eu já acho isso é uma safadeza”.

O vídeo continua com os meninos falando sobre a rifa. Acompanhe a transcrição do vídeo:

Internauta: “Ces tão vendendo a quanto essas rifas?”

Menino: “2 reais.”

Internauta: “E é pra fazer o que mesmo esse dinheiro?”

Menino: “Pra arrecadar dinheiro pra escola, pros produtos e pra comprar as lâmpadas que na nossa sala tinha três lâmpadas e eles tiraram uma pra ponhar na outra sala que não tinha nenhuma.”

Internauta: “E pra fazer mais o que? Comprar mais o que?”

Aluno: “Também pras comidas que as vez falta, as vezes eles só dá suco pra gente.”

O internauta termina o vídeo dizendo: “Gente isso é uma vergonha por que o mês passado o prefeito e os vereadores tiraram quase 100 mil de diárias buscando e fazendo o que pro nosso município? Essas duas crianças tão no sol aqui, em pleno sol de 40 graus arrecadando… vendendo rifa pra pra arrecadar dinheiro pra manutenção da escola. Isso é uma pouca vergonha para o nosso prefeito e os nossos vereadores, nosso presidente da câmara ai o Danielzinho né e o nosso querido irmão Irmãozinho, que é  o nosso prefeito que pra mim não ta fazendo nada que isso é uma pouca vergonha. Mas oia a situação, coloca as crianças nessa calamidade ai ó por causa do roubo e sem-vergonhisse de vocês. E é isso ai o que eu tenho pra falar.”

O vídeo viralizou rapidamente pelo Whatsapp e foi postado no Facebook, onde gerou muita revolta e muitas reclamações por parte dos usuários das redes sociais.

A Secretária Municipal de Educação, Cleonice Vieira, mandou um áudio em um grupo onde o vídeo foi compartilhado. No áudio Cleonice diz já estar “tomando providencias quanto ao relato do vídeo.”

“A gestora da escola vai ser ouvida porque isso é uma atitude que a gestora da escola tomou. Foi ela que tomou essa providencia lá junto com a comunidade. Não era do meu conhecimento”, afirmou Cleonice.

Cleonice afirmou ainda que já havia pedido para buscarem o “documento dela (gestora) solicitando essas lâmpadas a Secretaria (SEMECE)” e que iria “publicar também o documento por parte da Secretaria fazendo o pedindo das lâmpadas para a empresa. Para a empresa entregar pra prefeitura.”

Cleonice disse também que a denúncia feita no vídeo sobre a falta de merenda escolar “não procede” mas que a Secretaria de Educação vai tomar as “devidas providencias e os pais de aluno que tem conhecimento sobre a merenda que é servida na escola vão estar esclarecendo isso junto com a equipe da SEMECE”.

Em outro áudio, Cleonice explicou ainda sobre o funcionamento dos repasses de verba para a merenda escolar nas escolas municipais e que a gestão do recurso é responsabilidade do diretor da escola juntamente com o conselho escolar. “Inclusive eu já acionei o Departamento de Alimentação Escolar e eles estão indo diretamente a Escola Chiquilito Erse averiguar essa situação ai de ta servindo só suco. Por que os membros dos conselhos serão responsabilizados por isso, se realmente estiver acontecendo isso eles serão responsabilizados e vão responder por isso”, disse Cleonice

Um integrante do grupo, que se identificou como Edimilson, enviou um áudio dizendo que faz parte da “fiscalização” da Escola Chiquilito Erse e que a venda da rifa foi decidida em uma reunião com a gestão da escola.

“Nos tivemos uma reunião essa semana e a diretora realmente colocou umas rifas a disposição dos pais, não foi das crianças, foi dos pais. Os pais que quiserem ajudar com essa rifa pra ajudar a comprar materiais realmente pra escola. Por exemplo lâmpada que está precisando que nois não tem prefeito pra colocar. O colégio ta necessitando. E ela (diretora) avisou: não é pra deixar as crianças vender, são os pais. Eu particularmente peguei pra ajudar… Claro que as autoridades que é responsáveis e tem a competência de ajudar, mas já que eles não ajuda eu vou ajudar a minha escola, a escola onde a minha filha estuda.”

O internauta ainda saiu em defesa da diretora e vice-diretora da escola dizendo que não acha justo que saíssem “metendo a boca e ofendendo elas porque elas trabalham muito”  e que “elas fazem milagres naquele colégio”. No fim do áudio ele ainda cobra que “se as autoridades não querem que faça rifa na escola” resolvam os problemas existentes e cita problemas como ar-condicxionado estragado e alguns “ônibus velhos”.

Até o fechamento dessa matéria, não houve confirmação das informações do vídeo por parte da escola, nem da secretaria Municipal de Educação. A SEMECE também não divulgou, ainda, nenhuma nota oficial sobre as acusações. Deixamos aqui o espaço aberto para que a Secretária de Educação, Cleonice Vieira, a gestora da Escola Chiquilito Erse ou qualquer outra pessoa da comunidade venha prestar mais informações sobre esse caso.

FONTE: TBN Notícias

Comentarios

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here