Caminhoneiros afirmam que só liberam as estradas quando Temer cair

O vídeo foi gravado por caminhoneiros concentrados na BR-364, em Cuiabá

Caminhoneiros concentrados na BR-364, em Cuiabá, gravaram vídeo afirmando que só liberam as estradas quando o presidente da República, Michel Temer (MDB), deixar o cargo e pedem a intervenção militar no país.

“Não queremos mais que baixe imposto do combustível, queremos que saia esse bando de ladrão e a intervenção militar, para melhorar para toda população, não só para os caminhoneiros”, diz um dos manifestantes, acrescentando que no grupo não há sindicato, são todos autônomos.

A greve dos caminhoneiros em todo país entrou no quinto dia nesta sexta-feira (25). Desde a última quinta-feira (24), os postos em todo Estado já começavam a ficar sem combustíveisHospitais de Cuiabá também trabalham um plano de contingenciamento, temendo a possível falta de oxigênio e mantimentos.

Dentre as reivindicações oficiais dos caminhoneiros, estão a fixação de um preço mínimo para frete nacional, o corte total do imposto PIS/CONFINS sobre o diesel e a gasolina, a redução dos pedágios e melhores condições das estradas.

Os manifestantes já afirmaram, por meio de nota, que caso as reivindicações não sejam atendidas até a próxima segunda-feira (28), a paralisação será ainda maior a partir da terça-feira (29). Eles prometem bloquear totalmente todas as estradas federais, deixando passar apenas veículos policiais, ambulâncias e bombeiros, e paralisar os portos e aeroportos.

FONTE: METRÓPOLES

Comentarios

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here