DESTAQUE (Pág 129)

A vítima foi identificada como Anthony Soares, 30 anos. De acordo com informações de testemunhas, ele estava sem capacete e em alta velocidade e teria passado várias vezes pela ponte do Rio Madeira, na BR-319, sentido Humaitá. Ao tentar realizar uma ultrapassagem, acabou perdendo o controle de uma moto, XRE-300 e colidiu na mureta de proteção. Arrastado, morreu momentos depois.Anthony Soares não portava documentos e foi reconhecido somente no IML por familiares.   com informação do Rondoniagora

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu um caminhão com uma carga ilegal de madeira no Km 10 da BR-421, em Ariquemes (RO), na região do Vale do Jamari, na última quinta-feira (1º). A apreensão ocorreu durante patrulhamento tático. No veículo havia cerca de 200 lascas da espécie Itaúba. O motorista foi levado à Delegacia de Polícia Civil por transporte ilegal de madeira.

De acordo com a PRF, o flagrante aconteceu quando um caminhão que transportava madeira, deCujubim (RO) para Ariquemes, foi abordado para fiscalização no km 10 da BR 421. Durante a abordagem, os policiais constataram que o veículo transportava madeira ilegal. Ao todo foram apreendidas cerca de 200 lascas da espécie Itaúba. O condutor não possuía nenhuma documentação da carga.

Ainda segundo a PRF, o motorista viajava com um rádio transmissor sem autorização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O caminhão carregado com a madeira e o rádio de transmissão foram apreendidos e apresentados na delegacia. O condutor do caminhão foi conduzido por transporte ilegal de madeira.                                 Fonte : G1/RO

Profissionais de saúde realizaram na manhã desta sexta-feira (2) uma caminhada pelas principais vias do centro de Cacoal (RO), a 480 quilômetros de Porto Velho. O ato foi realizado para celebrar o Dia Mundial da Luta Contra Aids, comemorado na última quinta-feira (1º), e serviu para alertar sobre a importância de prevenir e detectar precocemente a Aids e outras doenças sexualmente transmissíveis, como as hepatites virais e a sífilis.

Organizada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), a ação reuniu profissionais da saúde e parceiros, que percorreram as principais vias do centro da cidade segurando faixas da campanha e vestidos com camisetas vermelhas, que é a cor que representa a luta contra a doença.

Apesar da caminhada ser alusiva ao Dia Mundial da Luta Contra a Aids, o cambate a outras doenças sexualmente transmissíveis, como as hepatites virais e a sífilis, também foram destacadas com as cores amarelo e lilás.

O evento ocorreu também para reforçar a importância do combate ao câncer. A prevenção ao câncer de próstata foi lembrada pela cor azul. A cor rosa simbolizou a prevenção ao câncer de mama, e o branco lembrou que a prevenção e o tratamento a todas essas são gratuitos.

De acordo com a coordenadora da campanha, Ivani Claudete Grooman, a ideia da ação é estimular a reflexão sobre a falsa impressão de que a Aids afeta apenas o outro. “Os casos vêm aumentando, as pessoas adormeceram e perderam o medo da Aids e essa passeata vem relembrar que ela ainda é um perigo e que a prevenção é necessária”, afirma.

A coordenadora ainda alerta sobre a importância da prevenção, do diagnóstico precoce da doença e adesão ao tratamento. “A campanha deste ano deu ênfase à importância da busca pelo teste que detecta o HIV. Isso permite que as pessoas com o vírus iniciem mais rápido o tratamento, evitando complicações da doença. A proposta é alcançar os jovens, segmento onde tem crescido os casos de infecção pelo vírus HIV”, conta Ivani.

Segundo a Vigilância em Saúde, a primeira notificação de HIV/Aids em Cacoal ocorreu em 1990. Hoje são 250 casos notificados só no município. O órgão informa que 2016 foi o ano com o maior índice de notificações, com 40 casos diagnosticados, todos com idade abaixo de 34 anos.

“É importante que as pessoas se conscientizem e realizem o teste e se positivo, iniciem o tratamento, que é totalmente gratuito e sigiloso”, finaliza a coordenadora.         por G1 / RO

O idoso teria relatado aos vizinhos que não estaria suportando a solidão.

O idoso Joaquim Firmino dos Passos, 74 anos, tirou a própria vida na noite desta quinta-feira (1) ao cometer suicídio por enforcamento. O lamentável fato ocorreu na residência da vítima localizada na Rua Venezuela, bairro Jardim Aeroporto I, na cidade de Ouro Preto do Oeste.

A Polícia informou que ao chegar ao local encontrou a vítima pendurada pelo pescoço em uma corda de “nylon” de aproximadamente 1,80 metros que estava amarrada em uma viga na varanda da residência. Também foi relatado pelos policiais que na casa não havia sinais de arrombamento ou qualquer outro tipo de vestígios que caracterizasse que o local teria sido invadido.

Segundo os militares o filho da vítima explicou que uma das causas que poderia ter motivado seu pai a ter cometido o suicídio, foi pelo fato de que o mesmo morava sozinho naquele local após sua esposa ter falecido. Vizinhos disseram que a vítima estava comentando que estava se sentido muito solitário e que não estava mais aguentando a solidão.

A Perícia foi acionada e após o trabalho pericial, o corpo do idoso foi liberado para os atos fúnebres.

Fonte:GazetaCentral