MANAUS (Pág 2)

A vida de crimes de um adolescente de 16 anos de idade foi encerrada de maneira bastante violenta, na madrugada desta terça-feira, no bairro de Nossa Senhora de Fátima 2, na Zona Leste de Manaus.

De acordo com o que ficou apurado pela equipe de investigação da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o menor foi morto a tiros, pauladas, murros, chutes e pedradas na cabeça por um grupo de moradores da mesma rua onde o linchamento aconteceu.

O adolescente teria ido ao local acompanhado de um comparsa para executar um plano de assassinato que teria um morador com alvo, mas a arma de fogo que seria usada no crime falhou e quem acabou sendo morto foi o menor de idade.

Ele e o comparsa saíram correndo pela rua na tentativa de fuga, mas foram alcançados pelos moradores. O comparsa do adolescente se desvencilhou das mãos dos moradores e conseguiu fugir.
O adolescente não teve a mesma sorte e foi linchado. Além do espancamento, um perito da Polícia Civil e os investigadores da DEHS confirmaram que o adolescente foi baleado com um tiro na cabeça e outro no peito, morrendo na hora.

Há uma informação de que o comparsa do menor conseguiu fugir usando a motocicleta que eles chegaram ao bairro, mas também teria sido baleado com um tiro na perna direita durante a agressão.

O crime está sendo investigado pela polícia.

Fonte: Via Rondônia

Manaus – Uma menina de 3 anos foi estuprada por um homem de aproximadamente 40 anos, no bairro Jorge Teixeira, zona Leste de Manaus.

O crime ocorreu enquanto a criança estava num aniversário de família e brincando com uma prima da mesma idade. Elas corriam no quintal e de vez em quando passavam pelo terreno do vizinho. Num certo momento, a prima dela foi vista sozinha.

Ao procurar pela menina, ela foi vista saindo da casa do vizinho. A menina estava triste e disse que queria dormir; quando a mãe foi dar banho, reclamava de dores nas partes íntimas. Foi quando ela contou que o vizinho tentou colocar o pênis nas partes íntimas dela.

Policiais da 14ª Cicom foram acionados e foram até a casa do criminoso, mas ele não estava mais lá. A esposa dele não deixou os policiais entrarem na casa, chegou a dizer que a menina tinha culpa, e que se o marido dela havia feito isso, era porque a criança queria e tinha gostado.

A Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) está acompanhando o caso e aguarda o resultado dos exames continuar com as investigações.


Fonte:Portal CM7

Manaus – Em coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira (1) sobre o caso do pai que abusava da bebê de 7 meses com o consentimento da mãe, presos em um motel no bairro Coroado, zona Leste de Manaus, a delegada Juliana Tuma, da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) informou que o criminoso tinha fissura por isso, segundo a mãe.

Os abusos ocorriam há muito tempo. O homem estuprava, inicialmente, a mãe, mas quando ela engravidou, se apaixonou por ele e nunca teve coragem de denunciar.

Foi comprovado, através de exames no Instituto Médico Legal (IML), que a criança está bastante machucada nas partes íntimas, principalmente no ânus.

“A gente também acredita que ele tenha tentado abusar da criança na parte ‘da frente’ da vítima, mas o que está muito e absolutamente evidenciado é na parte de trás”, afirmou a delegada Juliana Tuma.

Às 14h desta sexta-feira (1), os dois criminosos foram encaminhados para uma Audiência de Custódia.

Por: Redação, com informação do Portal CM7

 

MANAUS – O Instituto Médico Legal (IML) confirmou, em laudo médico, o estupro de um bebê de 7 meses, do sexo feminino, encontrado dentro do motel A informação foi confirmada pela delegada titular da Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca), Juliana Tuma.

O bebê foi resgatado por policiais militares da 16ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) de dentro do quarto de um motel, localizado no bairro Coroado, zona leste de Manaus, na tarde desta quinta-feira (31). De acordo com o tenente Araújo da Cruz, a polícia foi ao local após funcionários terem ouvido choro da criança.

Quando chegaram ao motel, encontraram o bebê acompanhado de uma mulher, que alegou ser a mãe, junto com um homem, o qual informou ser namorado dela. A delegada Juliana Tuma disse que, após o resgate, a menina foi encaminhada ao IML para fazer exames de conjunção carnal e análise, que confirmou o estupro.

A mãe vai responder a um Termo Circunstanciado (TCO) pelo crime de maus-tratos pelo fato de ter submetido a menina a um local impróprio, como o motel. Além disso, o casal vai responder pelo crime de estupro de vulnerável.

Fonte:Portal CM7

 

MANAUS – Um bebê de sete meses, do sexo feminino, foi resgatado por policiais militares da 16ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) de dentro do quarto de um motel Chateau, localizado no bairro Coroado, zona leste de Manaus, na tarde desta quinta-feira (31). De acordo com o tenente Araújo da Cruz, a suspeita é de que ele foi vítima de estupro.

Conforme o tenente, a polícia foi ao local após funcionários terem ouvido choro da criança. Quando chegaram ao motel, encontraram o bebê acompanhado de uma mulher, que alegou ser a mãe, junto com um homem, o qual informou ser namorado dela.

O tenente também disse que, após ter constatado a presença do bebê e a suspeita do estupro, pediu para que funcionárias do motel analisassem a menina. “Elas viram uma vermelhidão incomum nas partes íntimas da criança e isso nos causou estranheza”, disse Araújo da Cruz.

O casal foi detido e levado à Depca. De acordo com o tenente, a mulher disse não saber o porquê levou a filha para o motel junto com o namorado.

A delegada Juliana Tuma disse que a menina foi encaminhada ao IML para fazer exames de conjunção carnal e análise para tentar identificar se houve ou não o estupro. Tuma disse, ainda, que a mãe vai responder a um Termo Circunstanciado (TCO) pelo crime de maus-tratos pelo fato de ter submetido a menina a um local impróprio, como o motel.

Fonte: Portal CM7

Manaus – O Facebook, sendo local de lavação de roupa suja, trouxe um caso curioso para a população de Manaus. Uma publicação que viralizou no Facebook traz Pablo Peres dizendo a seguinte frase: “Vou expor de novo sim ! Pra ver se ela para de mandar mensagem pra mim ! Facebook tirou a publicação por conta de denúncias. E da próxima vou expor a cara !”

Veja o print que ele postou:


Juliana, ex-namorada de Pablo, decidiu terminar o relacionamento por ter ficado machucada e traumatizada.

Pablo não acreditou que esse seja o motivo real do término do relacionamento, mas também não negou. A jovem conta, durante a conversa, que esse é o único ‘problema’ entre os dois.


Segundo a mulher, os dois tentaram fazer sexo mais uma vez, porém era “muito para suportar” e os dois concluíram que nenhum remédio poderia ajudar na relação dos dois.

A internet ficou dividida entre pessoas que queriam que o rapaz postasse a foto do ‘problema’, enquanto outras estavam mais preocupadas pedir que Pablo parasse de passar vergonha.

Fonte Amazonas é Assim

Uma quadrilha invadiu na noite desta quarta-feira (09), uma residência e executou um homem de 29 anos na zona rural de Iranduba, município na Região Metropolitana de Manaus.

De acordo com as informações, o bando chegou à casa da vítima e sem motivos começou a espanca-lo esmagando o crânio dele na frente de sua esposa.

Segundo a investigadora do caso, “ele lutou com os elementos, subiu no telhado para tentar fugir, mas caiu e foi agredido pelo grupo. A esposa dele foi agredida ao tentar defender o marido. Ela presenciou todo o crime e ficou muito abalada”.

Vale ressaltar, que a vítima tinha passagens pela polícia e respondia dois processos no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM). Até a finalização dessa matéria, não foi possível identificar os suspeitos e nem a motivação do crime bárbaro.

Fonte: Diário7

Um homem de 31 anos e outro de 19 anos foram hospitalizados após se agredirem em uma discussão sobre quem teria o órgão genital maior. O caso ocorreu no bairro São José, Zona Leste de Manaus, neste domingo (6). Os dois consumiam bebida alcoólica com outras pessoas no local quando a discussão teve início. Eles se feriram com golpes de faca e com um copo de vidro.

De acordo com o policial militar Antônio Silva, responsável pelo registro de ocorrências no Hospital e Pronto-socorro João Lúcio, os homens chegaram feridos à unidade de saúde às 10h30 em uma moto, junto com outro amigo.

“Uma testemunha da briga esteve aqui e falou que eles estavam bebendo. Um colocou o órgão genital para fora e começou a dizer que era maior do que o do outro e eles se agrediram”, disse o policial.

Durante a briga, um deles feriu outro com um copo de vidro no rosto e parte do pescoço. O outro foi atingido com cortes de faca na cabeça. Durante a discussão, pessoas que estavam no local também se envolveram na briga e detiveram os dois.

No hospital, eles foram encaminhados para procedimentos de saúde para conter os ferimentos. Até a tarde deste domingo (6), apenas um havia recebido alta médica.

FONTE:G1 /AM

 

Com seis tiros pelo corpo, a jovem Jaciara Dourado Soares, de 16 anos, foi assassinada na tarde deste sábado (5), por volta das 16h30, na rua Antenor Cavalcante, bairro Zumbi dos Palmares 2, Zona Leste de Manaus.
De acordo com o Delegado plantonista do 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Osman Nasser, o crime foi praticado por um homem que estava em um veículo modelo Chevette, cor azul, placa não identificada.
O suspeito abordou a vítima e fez seis disparos de arma de fogo, que atingiram o peito, ombros e pernas. O calibre usado no crime foi de uma pistola nove milímetros. O autor fugiu sem ser identificado.
O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML).

Fonte:Portal CM7

O corpo de uma mulher, ainda sem identificação, foi encontrado em um igarapé, que se localiza em frente à Maternidade Moura Tapajós, bairro Compensa, zona oeste de Manaus, na manhã desta quinta-feira (03).
De acordo com o Corpo de Bombeiros, a mulher estava nua e o corpo foi encontrado por populares que estavam passando pelo local. Outra informação é de que antes de morrer a vítima pedia socorro, mas não foi possível resgata-la.

A suspeita é de que ela tenha sido morta pela facção criminosa Família do Norte (FDN), pois próximo ao corpo, havia um bilhete que dizia: “essa não roba mas aqui. FDN Viver Melhor ta so começando”.
No local, o Instituto Médico Legal (IML), foi acionado e fez a remoção do cadáver, que impossivelmente, passará por necropsia. O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Fonte: Diário7