TECNOLOGIA (Pág 4)

O WhatsApp agora apresenta uma verificação em duas etapas. Porém, isso pode fazer com que a conta – ou algumas mensagens – seja deletada. As informações são do G1.
A novidade, que foi anunciada nesta quinta-feira (09), foi criada para que a segurança seja maior. Assim que a atualização for instalada, todas as vezes em que seja associado um número de telefone ao app, o usuário precisará colocar um código de seis dígitos, escolhido por ele previamente. Além disso, a verificação atual, onde um código é enviado para um telefone, continua valendo.

Apagar contas

Quem escolher essa dupla verificação precisa ficar atento. Como lembra o G1, as regras da nova ferramenta podem fazer com que a desativação do recurso ou a não inserção da senha m mensagens ou, em casos mais graves, apaguem a conta. Isso porque o app pede que seja cadastrado um e-mail no caso do usuário esquecer a senha.

Quando o usuário não se lembra da password, a verificação da identidade é feita através do correio eletrônico indicado. Entretanto, se o e-mail não estiver cadastrado, é preciso esperar sete dias para que uma nova verificação seja feita. Nesse meio tempo, todas as mensagens que chegarem serão deletadas quando a conta for ‘desbloqueada’ e verificada pelo método normal (apenas com um sms).

O caso mais grave acontece quando o usuário não realiza a reverificação do número após 30 dias da última vez o usou o WhatsApp sem a inserção do código de acesso. Isso porque a conta atual é deletada e uma nova é criada. Como apurou o G1, o WhatsApp não informou se essa nova conta virá com os dados da antiga – como grupos, conteúdos partilhados e os contatos.

Fonte : Notícias ao Minuto

Quando se entra em um aplicativo de encontros, normalmente as pessoas procuram pessoas que gostem das mesmas coisas: viajar, fotografia, música, filmes, séries, cidades e até jeito de se vestir. Vale tudo para encontrar um ponto em comum, até coisas que detestam. O app Hater é uma espécie de Tinder dos ódios em comum: durante o cadastro, os usuários preenchem tudo o que mais abominam, ao invés do que mais gostam São cerca de 2 mil tópicos para odiar em comum: desde as belfies (selfies de bumbum), Donald Trump a dietas sem glúten. Segundo o UOL, em um futuro próximo os desenvolvedores querem possibilitar que os usuários adicionem seus itens personalizados. O app será lançado no próximo dia 8 e estará disponível apenas para sistemas iOS, no início.  Fonte: Noticias ao Minuto