Jovem é agredida ao sair de padaria sem pagar

Camila Nunes de Souza, de 32 anos, mora no Jardim Guanabara, região Norte de Belo Horizonte, e sofre de esquizofrenia bipolar e depressão. Há poucos dias, o sorriso dela foi apagado por vários hematomas causados, segundo a família, pelo funcionário de uma padaria vizinha à casa da família.

Por causa da doença e dos medicamentos, a jovem nem sempre sabe o que está fazendo, segundo informou a família. Há poucos dias, ela entrou numa padaria e pegou uma lata de suco e um pacote de salgadinhos. Passou pelo caixa, mas não pagou. Um funcionário foi atrás dela e a agrediu na rua. O corpo de Camila está cheio de hematomas.

Irmã de Camila, Renata contou, entre lágrimas, que a vítima teve sequer reação para gritar: — Ela só lembra que ele (o funcionário) falou que iria parar de bater nela porque ele já estava cansado.Renata disse ainda que outros funcionários da padaria haviam informado do problema de saúde da jovem.

Ainda segundo a família, Camila começou a apresentar sintomas de esquizofrenia e depressão há três anos. Ainda assim, ela jamais foi agressiva.

O funcionário da padaria foi demitido. As câmeras do circuito interno de segurança não flagraram a agressão. Um boletim de ocorrência foi registrado na Polícia Militar. A Civil irá apurar o caso. Além de hematomas no rosto, ela está com marcas nos joelhos e ombros.

 

 

FONTE:  R7

Comentarios

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here