Marido e esposa são presos acusados de estuprarem crianças, em Ji-Paraná

Desde a última sexta-feira, dia 02, a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DDM), sob o comando da Delegada Drª Renata Stella, com apoio do Policial Militar CB PM Freitas, que mesmo de folga vem contribuindo com as investigações, está investigando um caso de “Estupro de Vulnerável”. A esposa do suspeito, que auxiliava nos estupros, também está presa.

A história contada por duas crianças do sexo feminino de 11 e 13 anos, acabou chamando bastante a atenção do CB PM Freitas, que decidiu buscar ajuda na DDM.

O casal, identificado como Rogério Mendes de Paula, de 23 anos, mais conhecido como “Ro de Paula”, que está passando por uma mudança de sexo, e sua esposa Nerciene da Silva Oliveira, de 25 anos, se encontram recolhidos no Presídio Central por força de um Mandado de Prisão Preventiva, onde aguardam o pronunciamento da justiça.

A adolescente de 13 anos contou em depoimento que perdeu a virgindade aos 11 anos, quando sofre a conjunção carnal pela 1ª vez, e depois deste dia, era estuprada constantemente. Apenas no ano de 2018, Rogério e Nerciene pararam com os abusos, mas o casal sempre a ameaçava de morte caso contasse o que havia aconteceu para alguém.

Durante o depoimento, a criança também falou que os estupros sempre aconteciam na casa do casal e que a pessoa de Nerciene a segurava para Rogério manter relações sexuais forçada.

VIVENDO SOB AMEAÇAS E TORTURAS

De acordo com familiares, uma das vítimas há vários meses tenta se matar com uma certa frequência e na última tentativa de suicídio, a irmã mais velha acabou frustrando a ação. Ao perguntar o motivo pelo qual sua irmã tenta, insistentemente, se matar, descobriu toda a verdade. Segundo a criança, vem sofrendo, há pelo menos dois anos, abusos sexuais de um casal bem próximo da família. Aos prantos, a criança relatou à irmã que no começo era molestada e quando atingiu uma certa idade, passou a ter relações sexuais forçada. Enquanto era estuprada pelo homem, a esposa segurava a criança.

Sempre ao final da crueldade, o casal ameaçava a criança, caso ela contasse o que havia ocorrido para alguém.

Ao saber desta história e com medo de falar para sua mãe, a irmã mais velha começou a faltar na escola e a se envolver em brigas banais. Sua mãe percebeu a mudança de comportamento repentino da adolescente e ao indaga-la sobre o que estava acontecendo, também acabou descobrindo toda a verdade.

Imediatamente, a mãe procurou ajuda ao Policial Militar CB Freitas e foram registrar os fatos na DDM.

As vítimas foram submetidas ao exame “Corpo de Delito”, onde o médico legista constatou a conjunção carnal. Também foi constatado que as crianças perderam a virgindade já há um bom tempo.

PRESO AO AMEAÇAR FAMILIARES DAS VÍTIMAS

Já na madrugada deste domingo, dia 04, Rogério Mendes de Paula ou “Ro de Paula”, foi até a casa das vítimas e realizou várias ameaças de morte. Logo que saiu da casa, uma Guarnição de Rádio Patrulha compareceu no local e conseguiram localizar o suspeito trafegando em um veículo Corolla, de cor preta, placas JXQ-8752.

Ele foi conduzido até a UNISP por “Coação no Curso do Processo” e posteriormente encaminhado ao Presídio Central, onde permanecerá até o fim das investigações.

PRISÃO DA ESPOSA

Logo pela manhã deste domingo, dia 04, a Polícia recebeu uma denúncia anônima informando que a mulher do suspeito já estava com as malas prontas e pretendia sair da cidade. Então, a Delegada Titular da DDM, representou junto ao Poder Judiciário, pela Prisão Preventiva, o qual foi prontamente atendida pelo juiz plantonista.

Já de posse do Mandado de Prisão Preventiva, uma Guarnição se deslocou até a casa de Nerciene da Silva Oliveira e realizou a prisão. Na UNISP, Nerciene negou todas as acusações.

INVESTIGAÇÕES INICIADAS. AJUDE!

De posse de todas as informações colhidas através de depoimentos das vítimas, testemunhas e laudos médicos, a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher iniciou as investigações e pede a quem souber de mais informações sobre este caso, procurar imediatamente a DDM, que fica localizada no antigo prédio da 1ª DP, nos fundos da Rodoviária.

Entenda o que é Estupro de Vulnerável

Delito previsto no artigo 217-A do Código Penal. São elementos objetivos do tipo:

“ter” (conseguir, alcançar) conjunção carnal (cópula entre pênis e vagina) ou “praticar” (realizar, executar) outro ato libidinoso (qualquer ação que objetive prazer sexual) com menor de 14 anos, com alguém enfermo (doente) ou deficiente (portador de retardo ou insuficiência) mental, que não tenha o necessário (indispensável) discernimento (capacidade de distinção e conhecimento do que se passa, critério ou juízo) para a prática do ato sexual, assim como alguém que, por qualquer outra causa, não possa oferecer resistência (força de oposição contra algo). O vulnerável é a pessoa incapaz de consentir validamente o ato sexual, ou seja, é o passível de lesão, despido de proteção. (Fonte: Direitonet).

Matéria: Comando190

Comentarios

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here