Polícia Civil de Urupa prende autores do furto ocorrido em escola e recupera objetos furtados.

Assim que ocorreu o furto na referida escola pública, os investigadores da Delegacia de Polícia Civil de Urupa iniciaram as diligências no sentido de elucidar o crime bem como recuperar as res-furtivas as quais foram subtraídas. Insta ressaltar que o crime deu à escola um grande prejuízo, haja vista, a grande quantidade de objetos levados daquele local além de causar revolta aos servidores e alunos, haja vista, a maior parte dos bens serem alimentos usado na merenda escolar.

Com o desenrolar das investigações, fora possível chegar a três suspeitos do cometimento do crime e, ao chegarem próximo à residência de dois deles, ambos saíram correndo passando por várias casas e pulando muros sendo alcançado um dos suspeitos, após cinco quadras quando este tentava pular o muro do hospital. Ao retornarem à residência dos suspeitos fora possível observar vários objetos do furto no interior da residência e, naquele momento, o suspeito alcançado veio a confessar o crime. Após ser levado à Autoridade Policial fora liberado, haja vista, ser menor de idade e parte dos objetos foi restituído à escola.

No intuito de recuperar o restante dos objetos, ou pelo menos, boa parte desses, já que eram produtos perecíveis, os investigadores continuaram seus trabalhos sendo obtido êxito em localizar em 4 (quatro) residências a maioria dos objetos perecíveis, botijas de gás e vasilhas utilizadas no preparo da merenda sendo, com isso, possível requerer junto ao Judiciário Mandados de busca e Apreensão nos referidos locais onde os objetos se encontravam sendo, de imediato, deferido pelo orgao judicial e prontamente cumprido pelos policiais. Nos locais os objetos e mantimentos foram localizados e, no mesmo ato, foram indiciadas 4 (quatro) pessoas por receptação. Faltava, portanto, as prisões dos suspeitos as quais, diante dos indícios, foram representados pelo Delegado e deferido pelo Judiciário sendo presas as pessoas de V.P.J, vulgo “Piw” e S.S.S, vulgo “nenzão”. Insta ressaltar que ambos estavam cumprindo pena pela prática do mesmo crime (Furto); e que, já possuem uma extensa ficha criminal e foram entregue ao presídio de Alvorada e estão a disposição da justiça. Em relação ao adolescente de 17 (dezessete) anos, este encontra-se à solta, haja Vista, a legislação vigente apenas permitir a internação deste se o crime ocorrido houver emprego de violência ou em outros casos de crimes hediondos.

Matéria: Polícia Civil de Urupá

Fotos: Polícia Civil de Urupá

Comentarios

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here